As mãos como ferramenta de desenvolvimento da autonomia no recém-nascido.

07/10/2021

Alimentação saudável e cuidados na primeira infância As mãos como ferramenta de desenvolvimento da autonomia no recém-nascido.

07/10/2021

O tema do próximo encontro do projeto Alimentação saudável e cuidados na primeira infância será sobre As mãos como ferramenta de desenvolvimento da autonomia no recém-nascido”, com Priscilla Ferronato, professora Titular do Curso de Educação Física da Universidade Paulista, doutora em Ciências pela Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo com estágio sanduíche CAPES realizado na Universidade de Umeå – Suécia, mestre em Ciências da Motricidade Humana pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Unesp – Rio Claro e bacharel em Educação Física pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Unesp – Rio Claro. Atualmente,  é pesquisadora na área de emergência e desenvolvimento da ação motora em recém-nascidos e bebês. Membro do Grupo de Estudos da Ação e Intervenção Motora (EEFE-USP) e do Grupo de Pesquisa Assistência Multidisciplinar para Indivíduos com Deficiências Múltiplas em Santana De Parnaíba (UNIP-Campus Alphaville).

O evento será no dia 07 de outubroquinta-feira, às 14h pelo Google Meet. No encontro será abordada abusca por entender como os recém-nascidos e bebês aprendem a usar o próprio corpo de maneira funcional, ou seja, como passam do reflexo para o comportamento autônomo. Através da investigação do comportamento manual é possível vermos alterações na maneira de usar as mãos ao longo dos primeiros meses após o nascimento. Tendo como base a premissa de que o comportamento dos bebês desde o nascimento é ativo e não reflexo, a proposta é de que as mãos, assim como todas as demais partes do corpo, devem ser estimuladas desde o nascimento, para que os bebês tenham oportunidades de explorar e aprender sobre si (e seu próprio corpo) e como se relacionam e se integram com o  ambiente. Em geral, a estimulação precoce é um tema muito abordado quando se trata de bebês com algum tipo de comprometimento do desenvolvimento, mas a proposta é que todos os bebês, sejam típicos ou atípicos, se beneficiam e precisam destas oportunidades o quanto antes para que tenham um desenvolvimento pleno.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo formulário de inscrição (https://forms.gle/iWLtrsC89XsFMBPS9). Os interessados receberão o link para participar do encontro até o dia do evento. Não será emitido certificado de participação, pois é uma conversa com informações e troca de experiências entre os participantes.

Os encontros são quinzenais e voltados para pais e cuidadores de crianças de 0 a 6 anos, mas outros interessados são bem-vindos para nos ajudar a disseminar as informações e para contribuir com a discussão dos temas, lembrando que a linguagem será sempre para o público não especialista. O objetivo do projeto é trazer informações sobre a primeira infância, para que os pais possam tomar decisões mais conscientes sobre o cuidado das crianças, pensando na saúde e na qualidade de vida do futuro adulto.

O OCRC agradece a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da UNICAMP por viabilizar esse projeto e o apoio do Serviço de Apoio ao Estudante – SAE.

Organização:
Erika Anne de Freitas Robles Roman

Helena F. Raposo

Ize Penhas de Lima

Tatiane Ramos

Mais informações:
[email protected]

Para saber mais sobre nosso trabalho, nos sigam nas redes sociais!!!

Facebook, Apartamento, Ícone De Plana  cepid ocrc

File:Instagram icon.png  @cepid_ocrc

Youtube, Logotipo, Gráfico, Vermelho   CEPID OCRC

Facebook, Apartamento, Ícone De Plana  SobrePeso

Imagem de Myriams-Fotos por Pixabay.

 


Se você perdeu a palestra, acesse nosso canal no youtube para ver a gravação.